QUESTÃO 22 - Resposta

27/11/2016 17:42

QUESTÃO 22

 (UEL – Acesso Direto 2010) A tríade sintomática clássica da hipertensão intracraniana é:

a) Cefaleia, paralisia de nervo oculomotor, ataxia.

b) Vômitos, disfagia, ataxia.

c) Cefaleia, vômitos, edema de papila.

d) Edema de papila, disfasia, disartria.

e) Disfasia, disartria, dismetria.

PET Comenta:

            A Hipertensão Intracraniana (HIC) é uma condição clínica grave que acomete pacientes de urgência e emergência como os de Unidade de Terapia intensiva. Ela ocorre quando algum fator causal torna a pressão do Líquido Céfalo-raquidiano (LCR) ou líquor maior que o normal (normalmente entre 5 - 15mmHg) e levando a necessidade de condutas médicas para se evitar a temida herniação. (veja mais)

            No processo de identificação da HIC a clínica é um grande aliado, e ao longo do tempo desenvolveu-se a chamada Tríade Clássica da HIC, definida pela presença de Cefaleia, vômitos e edema de papila, vamos entender como ocorre cada um desses sintomas. (aprofunde seus conhecimento aqui)

            A cefaleia, que tende a ser holocraniana, é decorrente da distensão da Dura-máter, dos vasos e dos nervos cranianos sensitivos pelo aumento da pressão. È comum ser mais frequente pela manhã ou ser capaz de acordar o paciente a noite, podendo melhorar durante o dia e ao permanecer na posição supina (aumento do retorno venoso).

            Já os vômitos são decorrentes da irritação, novamente por causa da pressão aumentada, do assoalho do quarto ventrículo e dos centros bulbares, o que geralmente está associado a um quadro de tontura e alterações discretas da marcha.

            Por fim, o papiledema ocorre pela propagação retrógrada do aumento da pressão pelo espaço subaracnoideo ao redor do nervo óptico, inicialmente começa com uma congestão dos vasos da retina e que posteriormente se transforma no edema de papila propriamente dito. O uso do oftalmoscópio é de grande ajuda para o diagnóstico do papiledema.

            Aproveitando o momento das tríades para lembrar uma outra relacionada a HIC, que é o caso da Tríade de Cushing que é definida com a presença de Bradicardia, bradipneia e hipertensão arterial.

            Assim, após revisar um pouco da clínica da HIC fica fácil encontrar o item correto a se marcar, pois ele apresenta a cefaleia, os vômitos e o edema de papila.

            Dessa forma, o item correto é o C)

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

GIUGNO, Katia M. et al . Tratamento da hipertensão intracraniana. J. Pediatr. (Rio J.),  Porto Alegre ,  v. 79, n. 4, p. 287-296,  Aug.  2003 .   Available from <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000400005&lng=en&nrm=iso>. access on  29  June  2016.  https://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000400005.

CARLOTTI JR CG; COLLI BO & DIAS LAA. Hipertensão intracraniana. Medicina, Ribeirão Preto, 31: 552-562, out./dez. 1998. Disponível em: https://revista.fmrp.usp.br/1998/vol31n4/hipertensao_intracraniana.pdf

https://anatpat.unicamp.br/taneuhic.html

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!