Sepse e corticoide: onde estamos?

05/05/2018 21:56

ARTIGO: Adjunctive Glucocorticoid Therapy in Patients with Septic Shock

    Sabe-se que pacientes sépticos tem maior risco de insuficiência adrenal, que é uma causa de choque reversível com administração de corticosteroides. Assim, em pacientes em choque séptico que não respondem a drogas vasoativos, é preciso pensar em uma insuficiência adrenal concomitante.

    Sob a luz desse entendimento, no início do mês de Março nesse ano, o NEJM publicou um estudo para comparar a mortalidade em 90 dias em um grupo de pacientes com choque séptico em ventilação mecânica em uso de hidrocortisona contra placebo. A resposta foi que não houve diferença significativa no desfecho primário.

    Esse artigo entra no rol de trabalhos já publicados sobre o assunto que obtiveram os mais diversos resultados. Apesar de ser um estudo multicêntrico, duplo-cego, randomizado e com um número amostral considerável, o método adotado para a administração do corticosteroide foi a de infusão com 200mg/dia, enquanto a maioria dos outros estudos ofereceu a droga em bolus.

    Atualmente, o corticoide não é recomendado em pacientes em choque séptico em conssonância com estudos anteriores que também não mostraram benefício na mortalidade.

    Leia o resumo desse artigo aqui.

Baixe aqui!

Clique na imagem abaixo e se delicie com nosso E-book em PDF para levar onde quiser.