O que há de mais novo em Encefalites Virais Agudas

26/08/2018 16:08

ARTIGO: Acute Viral Encephalitis

Assunto pouco enfocado durante o curso de medicina, as encefalites virais agudas são muitas vezes colocadas num plano secundário na hora do estudo. Entretanto, estão presentes e nosso meio e têm grande potencial de morbimortalidade, evoluindo abruptamente muitas vezes e podendo surpreender o médico despreparado. Recentemente, a New England Journal of Medicine publicou um artigo de revisão, utilizando o que há de mais novo em evidências científicas a respeito do tema!

Alguns pontos são de maior importância e merecem destaque. Quanto à etiologia, predomina em frequência o Herpes Simplex (HSV-1 e 2), seguido pelo Varicela-Zoster Vírus, os enterovírus e as arboviroses. Para a diferenciação entre os causadores, é de extrema importância a epidemiologia nesse contexto! Devem ser avaliados fatores como local de residência, procedência, profissão, hábitos de vida, contato com pessoas doentes, contato com animais, época do ano em que a pessoa encontra-se doente, dentre outros. O artigo também indica aspectos clínicos e de exames complementares que podem auxiliar no diagnóstico etiológico, elencando por exemplo a febre e sintomas do trato gastrointestinal como indícios que aumentam a probabilidade de o patógeno agressor ser o vírus da herpes.

Também são abordados os tratamentos disponíveis atualmente para as encefalites virais agudas. E é interessante notar que muitas das medidas específicas carecem de níveis de evidência suficientes para a sua prática. Dentre elas, a que apresenta maior comprovação científica é o uso do aciclovir na infecção pelo herpes vírus.

O artigo é bastante interessante e fluido. Para acesá-lo, basta clicar aqui (após login no Acesso Cafe do Periódicos Capes).

Boa leitura!

Baixe aqui!

Clique na imagem abaixo e se delicie com nosso E-book em PDF para levar onde quiser.